75242126_964854680543392_8957714866349539328_n

“Blob” a criatura misteriosa que intriga a ciência

Blob foi o nome popular dado para o Physarum polycepalum, um protista com a estrutura parecida com um fungo mas que se comporta como um animal. Considerado um bolor limoso, sua aparência lembra um slime. Apesar de não possuir cérebro e pernas, ele consegue se locomover cerca de um cm por hora, dobrar de tamanho em um dia, e consegue, segundo estudos, PENSAR!

Por: Camilla Miranda

Nós do Semear apoiamos a acessibilidade. Ouça nosso conteúdo em áudio.

 

Sim, algo fascinante da microbiologia, mesmo sem cérebro são capazes de memorizar, adaptar e ainda transmitir informações para outros blobs quando se fundem.

Todos esses aspectos são utilizados para encontrar comida e evitar substâncias perigosas, sua alimentação é principalmente de bactérias, esporos de fungos e micróbios. Segundo cientistas do Zoológico de Paris, sua comida favorita em cativeiro é o mingau, curioso, não é?! Eles o alimentaram com aveia para faze-los crescerem o mais rápido possível.

Outra informação curiosa é que o Blob possui 720 sexos diferentes, ou seja, 720 gametas, sendo assim, conseguem se reproduzir facilmente mediante a produção e liberação de esporos que se tornam novos “Blobs”.

Uma também fascinante característica é seu mecanismo de defesa, quando se vê ameaçado, ele “resseca” entrando em modo vegetativo, segundo o especialista Audrey Dussutour do Centro Nacional de Pesquisa Científca da França à AFP, esse modo vegetativo está “próximo da imortalidade”.

Espetaculares, os blobs continuam sendo usados em diversos estudos e experiências e nos faz questionar muito sobre alguns conceitos, ainda misterioso, não se sabe ainda sua função e todas as suas capacidades, mas podemos afirmar que é um ser de inteligência indiscutível, sendo apontado como mais objetivo que os seres humanos.

Tags: No tags

Adicione um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

cinco × três =