vista-da-fita-amarela-com-maos-humanas

Setembro Amarelo: muito além de prevenção ao suicídio

O Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio.

Por: Keli Lima Neves

Falar sobre Setembro Amarelo é mais uma oportunidade de olhar para as pessoas, aquelas que convivem com você em casa, no trabalho, na academia, na aula, na vida. Seus pais, seus filhos, amigos, colegas de trabalho! Olhe para eles, perceba-os! 

 

“Setembro Amarelo” é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. Ela foi criada em 2015 no Brasil, com o intuito de alertar a sociedade sobre a importância de discutir abertamente o tema e de oferecer ajuda às pessoas que estão passando por momentos difíceis emocionalmente. O amarelo simboliza a esperança, mas esta cor foi inicialmente adotada em homenagem Mike Emme. O jovem americano tinha um Mustang amarelo, mas se suicidou com apenas 17 anos de idade. Cartões com fitas amarelas foram entregues no dia do seu funeral com a mensagem “Se você precisar, peça ajuda”. 

 

Devemos aproveitar o mês de setembro, para realizar ações com o objetivo de sensibilizar a população, dividindo informações sobre como identificar sinais de alerta e como oferecer apoio às pessoas que possam estar em risco, mas principalmente, é na minha opinião, um bom momento de fazermos o exercício de olhar para o outro. Tirar o foco de nós mesmos, sair da rede social, olhar para quem está do nosso lado. Você é capaz de perceber as pessoas que convivem com você?  

 

 

De acordo com os dados da cartilha “Informando para prevenir”, publicada pela ABP – Associação Brasileira de Psiquiatria e pelo CFM – Conselho Federal de Medicina, 96,8% dos casos de suicídio registrados estão associados com histórico de doenças mentais, que podem ser tratadas, uma delas, a depressão. 

 

Depressão, é uma DOENÇA e precisa ser vista como uma enfermidade, sem tabus. Segundo a OMS, 90% dos casos de suicídio poderiam ser prevenidos pelo simples fato de ter alguém para conversar, alertar e mudar a situação em que a pessoa se encontra.  

O site oficial sobre o Setembro Amarelo, com muita informação e ideias. https://www.setembroamarelo.com/ 

Sinais de Alerta 

É fundamental estar atento aos sinais de que alguém possa estar passando por um momento de crise emocional. Alguns dos sinais de alerta incluem: 

  • Isolamento social: A pessoa começa a se afastar de amigos, familiares e atividades sociais. 
  • Mudanças de comportamento: Alterações abruptas no padrão de sono, apetite ou interesse por atividades que antes eram prazerosas. 
  • Expressões de desesperança: Falas constantes sobre se sentir sem saída, sem esperança ou ser um fardo para os outros. 
  • Aumento do consumo de álcool ou drogas: O uso excessivo de substâncias pode ser um sinal de tentativa de lidar com emoções difíceis. 
  • Falar sobre morte ou suicídio: Expressar abertamente o desejo de morrer ou falar sobre formas de se matar. 

Como Oferecer Ajuda

Se você suspeitar que alguém está enfrentando dificuldades emocionais, é importante abordar o assunto de maneira sensível e empática. Algumas maneiras de oferecer ajuda incluem: 

  • Ouça sem julgamento: Dê espaço para a pessoa se expressar e compartilhar seus sentimentos. 
  • Mostre empatia: Demonstre compreensão e valide os sentimentos. 
  • Ofereça apoio profissional: Incentive a busca por ajuda de um psicólogo, psiquiatra ou profissional de saúde mental. 
  • Permaneça presente: Mantenha o contato regular para mostrar que se importa e está disposto a ajudar. 

Promovendo uma Cultura de Cuidado Mental 

O Setembro Amarelo também é um momento para refletir sobre como podemos criar uma cultura que valorize o cuidado mental. Isso envolve: 

  • Conversas abertas: Incentive diálogos sinceros sobre saúde mental em casa, no trabalho e na comunidade. 
  • Educação: Busque aprender mais sobre saúde mental, suas causas e formas de apoio. 
  • Redes de apoio: Crie espaços seguros onde as pessoas possam compartilhar suas preocupações e receber apoio mútuo. 
  • Acesso a recursos: Disponibilize informações sobre serviços de saúde mental e formas de buscar ajuda. 

 

Ao estarmos atentos aos sinais de alerta, oferecermos ajuda de forma empática e promovermos uma cultura de cuidado mental, podemos contribuir para salvar vidas e criar uma sociedade mais solidária e consciente. Lembre-se de que cuidar da saúde mental é fundamental para o bem-estar de todos nós. 

 

Campanhas associadas ao Setembro Amarelo também estão em consonância com os “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” (ODS) da ONU que tem como um dos princípios melhorar a qualidade de vida das pessoas.  

 

Se sua empresa trabalha com os pilares do ESG, então, olhar para o Setembro Amarelo pode ser uma alternativa de impacto importante para o pilar Social. 

Adicione um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

três × 3 =