istock-1279113943-1

Mulheres, carreira e a importância de estarmos juntas

Por: Juliana Salomão

Tem um provérbio africano que diz: “Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá em grupo.”. Complemento, se quiser ir longe, sentindo que faz a diferença para você e para o mundo, vá em grupo.

Semear e Empreender com Alimentos: dois projetos que a BR Quality lidera na figura da Keli, mulher que inspira e encoraja outras, são exemplos práticos dele. Tenho a honra de fazer parte também e de tê-la junto desde o dia 1 a um projeto paralelo a carreira em consultoria, um projeto chamado “Mulher tá on”.

Somos uma comunidade de mulheres que acolhe, cuida, incentiva e facilita o acesso feminino a oportunidades de desenvolvimento, através de coworking family friendly, vivências, cursos e eventos para alcance de autonomia financeira, de conhecimento e emocional. Começamos com eventos e dia 08 de março, uma data de um simbolismo enorme para a equidade, inauguraremos nosso coworking, em Juiz de Fora – MG.

Movimentos como os citados acima são de extrema importância para uma mudança de cenário. O prêmio Nobel de economia de 2023 foi para a americana Claudia Goldin, pela autoria do primeiro estudo abrangente sobre os rendimentos das mulheres e a participação no mercado de trabalho ao longo dos séculos. A sua investigação revela as causas da mudança, bem como as principais fontes de disparidades de gênero.

Os desafios femininos são inúmeros e a diferença salarial entre homens e mulheres aumenta de forma mais significativa após o nascimento do primeiro filho, porém, independentemente da escolha de ser ou não mãe, a disponibilidade incessante das mulheres para a família as prejudica no trabalho. A economia do cuidado não é valorizada, e caso fosse, no Brasil equivaleria a 11% do PIB, segundo dados de Pesquisa da Think Olga.

A mudança é gradual e pode ser catalisada por movimentos como os nossos. Dados animadores como do relatório “Women in the Workplace 2023“, da McKinsey, destaca que as mulheres estão mais ambiciosas. A participação delas em cargos executivos cresceu de 17% para 28% nos últimos oito anos.

Desafiador sempre, porém, vamos comemorar, dar voz a elas e seguir de mãos dadas porque assim a jornada é mais leve. Tem uma frase da Anaïs Nin que me ajuda nos momentos que titubeio: “A vida se contrai e se expande proporcionalmente à coragem do indivíduo.”

Sejamos corajosas! Sigamos juntas!

 

Uma questão de química – Historia de uma mulher que causou impacto na década de 60, uma mistura de ciência, carreira, comida, maternidade e vida.

Tags: No tags

Adicione um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

2 × 4 =