cenas-aconchegantes-de-inverno-com-a-familia

Saiba como reutilizar com segurança as sobras de comida das festas de final de ano

São orientações simples que garantem um alimento seguro e saudável para ser servido nas demais refeições.

Fonte: Alimentos sem mitos

A ceia de natal é um dos jantares mais fartos do ano. Pernil, peru, frango, chester, carne assada, lombo e peixe, normalmente bacalhau, só no prato principal. Acompanhamentos abundantes e pelo menos mais de duas opções de sobremesa também fazem parte do cardápio. 

Por ser um evento aguardado o ano inteiro, a ceia é o momento mais especial da noite, e são várias as delícias típicas dessa época pela qual muita gente espera ansiosamente. Os benefícios dos alimentos da ceia de natal são inúmeros, pois boa parte das refeições são baseadas em comida de verdade, feita em casa. E no final, sempre sobra bastante comida, que acaba sendo servida nas refeições seguintes. E para não estragar a festa com uma doença de origem alimentar, é necessário tomar algumas medidas simples na conservação, que garantem um alimento seguro e saudável. Confira essas dicas:

Conservação adequada é a chave para um alimento seguro

 

  • Todos os alimentos preparados devem ser conservados na geladeira, antes e depois da ceia.
  • Os alimentos perecíveis devem ser refrigerados dentro de duas horas após saírem do forno ou da geladeira. Explicando: é que após duas horas, esses alimentos entram na chamada Zona de Perigo (entre 5 e 60°C) – condições de temperaturas propícias para as bactérias se multiplicarem rapidamente e fazerem com que os alimentos se tornem inseguros. Assim, alimentos deixados fora da refrigeração por mais de duas horas devem ser descartados, para prevenir possíveis doenças transmitidas por eles.
  • Um fator determinante para garantir maior durabilidade dos alimentos na geladeira é escolher adequadamente os recipientes que serão utilizados. O ideal é fazer uso de recipientes para conservar o alimento e vedar com tampa ou, caso não houver, com embalagens plásticas, como o plástico filme. Assim, além de não ocorrer absorção de umidade, a embalagem também impedirá a entrada de bactérias e fungos.
  • Alimentos prontos que sofreram tratamento térmico (cozimento, por exemplo) podem ser refrigerados até 4°C e mantidos por 48 horas (2 dias) ou congelados a -18°C e mantidos por 30 dias. As bactérias que causam intoxicação alimentar não se multiplicam no congelador, por isso é seguro comer por muito mais tempo.

 

Leia mais sobre Ceia de Natal: como evitar o desperdício

Reaquecimento é obrigatório quando consumir as sobras

  • Ao reaquecer no micro-ondas, tampe e espalhe os alimentos para aquecer uniformemente. Disponha os alimentos uniformemente em um prato de cerâmica ou vidro para micro-ondas coberto e adicione um pouco de líquido, se necessário.
  • Reaqueça molhos, sopas e caldos, levando-os à fervura.
  • As sobras são seguras para comer, quando reaquecidas, atingindo uma temperatura interna de 74°C.
  • Atenção! Uma vez que um alimento pronto congelado for descongelado, não é recomendado congelar novamente. A qualidade desses alimentos é alterada no processo de congelamento/descongelamento, afetando suas características sensoriais.

 

Leia mais sobre o artigo clicando aqui.

 
 
 

Adicione um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

dezenove − um =