girl-showing-tablet

Plataformas no combate do desperdício de alimentos

Por: Natália Furtado

Nós do Semear apoiamos a acessibilidade. Ouça nosso conteúdo em áudio

A tecnologia, que está cada dia mais presente em nossas vidas, dessa forma pode ser uma grande ferramenta para auxiliar o combate do desperdício de alimentos. Já citamos alguns apps onde você pode comprar refeições próximas à data de validade com até 70% de desconto. Além deles, existem plataformas que reúnem o doador a quem tem necessidade de receber a doação.

Estas plataformas fazem um link entre estabelecimentos que servem refeições prontas, mercados varejistas, atacadistas ou distribuidoras que podem ter excedentes e entidades sociais. Assim podemos citar, como exemplos de plataformas que funcionam dessa maneira são o Comida Invisível e o programa Mesa Brasil do Sesc.

O Comida Invisível faz essa conexão entre doador e receptor através da geolocalização. De um lado o doador se cadastra e informa qual alimento quer doar, data de validade, local e data de retirada. E do outro lado, o receptor, também cadastrado, dá um aceite nesta doação. Dessa maneira,  a inserção do alimento na plataforma demoram, em média, oito minutos para que ele encontre um destino.

Para garantir a segurança destes alimentos, tanto o doador, quanto o receptor, ao se cadastrarem assinam compromissos de responsabilidade sobre a correta manipulação e armazenamento dos alimentos, em virtude de treinamento obrigatório oferecido pelo Comida Invisível com as normas da Anvisa.

Já o Mesa Brasil, do Sesc, funciona de duas formas. Desse modo, Colheita Urbana é uma delas, onde o próprio programa se encarrega de recolher as doações no doador e encaminhar até a entidade social de destino.

Outra forma de funcionamento é o banco de alimentos, onde as doações são coletadas e transportadas para instalações do Mesa Brasil. Uma vez que, os alimentos são acondicionados, separados e disponibilizados para retirada pelas entidades sociais. Sempre seguindo as normas higiênico-sanitárias.

Vale lembrar que desde o ano de 2020:

com a publicação da Lei número 14.016 os estabelecimentos que produzem e fornecem alimentos são autorizados a doar seus excedentes não comercializados e ainda próprios para consumo humano.

Realizar doação de alimentos está cada dia mais fácil com a ajuda da tecnologia. Procure as plataformas indicadas ou alguma outra na sua região e faça sua parte.

https://www2.sesc.com.br/portal/site/mesabrasilsesc/home//
https://app.comidainvisivel.com.br/#/home

Adicione um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

doze + sete =